Ângela Almeida e a melhor foto – Rio Center

Ângela Almeida e a melhor foto

Ela andou pelo sertão e descobriu uma estética própria, em que o ocre, o colorido da chita, tudo se mistura. Ela fotografou a obra de Newton Navarro e fez um álbum lindo. Ela é fotógrafa, e é disso que nos fala aqui.

 

RC: O que é uma fotografia?

AA: Uma ficção que muitas vezes procura se mostrar verdadeira.

 

RC: Quem fotografa, fotografa o quê?

AA: Narrativas de vida, natureza e seus objetos.

 

RC: Por que você fotografa?

AA: Para preencher meus vazios, como um discurso artístico.

 

RC:  O que falta à fotografia?

AA: O tempo. A fotografia capta um instante.

 

RC: Quem precisa ser fotografado?

AA: Tudo pode ser fotografado ou precisa ser fotografado.

 

RC: O que você vê atrás das lentes?

AA: O que os olhos estão vendo no recorte da câmara e o que a alma chama.

 

RC: A melhor foto é…

AA: A que consola.

 

RC: O que é preciso para fazer uma boa foto?

AA: Preencher a fotografia de uma poética que emocione o outro.

 

RC: O que é mais difícil de fotografar?

AA: A dor do outro. Até porque você fotografa como entende.

 

RC: Por que a (escolha da) fotografia?

AA: Uma necessidade, um prazer, uma vontade de dizer algo, antes de tudo.

 

RC: Uma imagem vale mesmo mais que mil palavras?

AA: Não, ela mente tanto quanto as palavras.

 

RC: O que você aprendeu com tudo isso?

AA: Picasso disse: “Eu não procuro, eu encontro”. Estou sempre procurando aprender.

 

RC: Fotografia é lembrança?

AA: Ela já nasce memória.

Comece a digitar e aperte Enter para buscar

Carrinho